ANTES DE COMPRAR UM JALECO CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE ESSE ITEM IMPORTANTE PARA A SAÚDE

O QUE É JALECO

O que são aventais
O que é jaleco

     O Jaleco também chamado de avental ou guarda-pó é peça obrigatória para ser utilizado por profissionais que necessitam transitar em ambientes higiênicos. Consultórios, hospitais, indústria alimentícia, restaurantes e escolas são alguns desses ambientes onde usar o jaleco é de fato obrigatório. Trata-se de uma vestimenta simples de se vestir que tem a finalidade de criar uma barreira entre o meio e os trajes do profissional. A origem do jaleco remonta ao final da Idade Média com a finalidade de proteger os médicos da peste negra que assolou a Europa na ocasião. Tinha a coloração escura e o avental que possuísse mais manchas atribuía maior status para o médico, pois indicava um maior número de tratamentos realizados pelo mesmo. Apenas no final do século XIX houve uma associação da falta da assepsia em hospitais como origem de infecções e então passou-se a adotar aventais limpos e na cor branca.

 QUAL A IMPORTÂNCIA DE USAR O JALECO

     O principal objetivo de usar jaleco é de formar uma barreira entre o contaminante e a pele e roupas do profissional. Isso faz com que o guarda-pó ou jaleco seja incluído no rol de itens de EPI (Equipamento de Proteção Individual) da segurança do trabalho. Além das óbvias contaminações de bactérias e vírus, ele protege das poeiras e produtos químicos que podem provocar irritações e alergias. Dessa forma é amplamente usado por professores para evitar um contato maior com o pó de giz. Nas clínicas e hospitais protege o paciente das bactérias e vírus trazidos da rua na roupa de quem o está atendendo, enquanto que também protege o profissional dos vírus e bactérias expelidos pelo paciente infectado. Já nos laboratórios, protege a pele de quem está mexendo com líquidos químicos.

USO INDEVIDO DOS JALECOS E AVENTAIS

Saiba mais detalhes sobre jaleco
Como usar jalecos

    Ao longo do tempo, tornou-se um indicativo das profissões que o indivíduo exerce e, por isso, passou a ser utilizado como símbolo de status. Então a variação de modelos e cores dos aventais se ampliou, sem falar das especialidades do seu destino. Chefs de cozinha passaram a utilizar um modelo específico chamado de Dolmã, as mulheres com seu toque criativo adotaram penduricalhos e inscrições para se destacar, os médicos e dentistas voltados para o público infantil adornam com bichinhos e personagens, e assim por diante.
Essa questão de diferenciação social no uso dos jalecos também trouxe uma prática de uso inadequado que é a sua utilização fora do local de trabalho. Isso expõe as demais pessoas àqueles agentes contaminantes restritos aos ambientes do profissional. Por isso vemos médicos, dentistas e etc. na rua utilizando o jaleco após sair dos seus consultórios, quando o correto é colocar e tirar no local de trabalho exceto por ocasião da sua higienização providenciando o transporte adequado para tal. “É sem propósito o uso do jaleco fora do ambiente hospitalar, devido ao risco de expor os paciente aos agentes patogênicos perigosos trazidos da rua”, afirma o Dr. Eduardo Queirolo da Silva, Diretor do Instituto Médicos para Comunidades.
O Estado de São Paulo promulgou a Lei nº 14.466, de 8/6/2011, proibindo o uso de EPI fora do ambiente de trabalho pelos profissionais de saúde, especificamente os jalecos e aventais os quais são considerados EPI, conforme dispõe a NR 32 do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego). A infração está sujeita à multa de 10 (dez) Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (UFESP), atualmente no valor de R$ 174,50 (cento e setenta e quatro reais e cinquenta centavos), aplicada em dobro em caso de reincidência. A multa será imposta pelos órgãos estaduais de vigilância sanitária.



OS CUIDADOS COM O JALECO

comprar jalecos
Jalecos Profissionais

     Para diferenciar o jaleco dos médicos de outras profissões e com isso evitar confusões por parte da população em geral, foi normatizado, na resolução 2069/2014 do Conselho Federal de Medicina (alterada pela resolução 2119/2015), as formas para a identificação dos médicos.
A principal cor empregada nos jalecos é a branca, pois facilita identificar quando o mesmo está precisando de limpeza e higienização. De qualquer forma, independentemente de sujeira aparente, seu uso em ambientes contaminantes exige que seja lavado constantemente, pois do contrário perde o sentido de uso como bloqueio para o profissional e demais pessoas que entrem em contato com o mesmo. Geralmente, professores adotam cores escuras em razão de aparecer melhor a sujeira proveniente do pó de giz.
Ao terminar o expediente, o profissional deve deixar seu uniforme em uma área destinada a seus EPIs, geralmente próximo a porta de acesso do estabelecimento.
Para lavar um jaleco branco uma lavagem simples já ajuda muito, mas para garantir a eliminação das bactérias, então é necessário os seguintes procedimentos: misturar 1/2 copo de água sanitária com 1/2 copo de sabão em pó e um pouco de água para misturar; adicione mais 3/4 de um balde de água. Após, colocar o jaleco no balde e deixar por 2 horas de molho. Feito isso, basta esfregar e enxaguar.
Para evitar contaminação das outras roupas por uma bactéria trazida do hospital, o melhor é lavar o jaleco separadamente das demais roupas. Com isso previne-se contra a disseminação de super bactérias entre a população.      Para quem trabalha em setores com risco maior tais como Centros Cirúrgicos e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) é indicado o uso de jalecos descartáveis em conjunto com roupas privativas. Adotando essa medida se estará zelando pela saúde do profissional e também do paciente.

TIPOS DE TECIDO DE JALECOS

     Os jalecos podem ser confeccionados em diferentes tipos de tecidos, conforme a sua finalidade. Basicamente os tecidos podem ser de algodão (brim e outros mistos) ou poliéster (Gabardine, Oxford, Microfibra e outros). Os primeiros são mais indicados em laboratórios. Enquanto que os segundos são largamente adotados nas demais áreas e profissões, tais como cozinheiros, professores, médicos, dentistas, enfermeiros, recepcionistas, mecânicos, entre outras.

CONCLUSÃO

     O jaleco é o nome comum para o avental pessoal e essencial para proteção à saúde no exercício da atividade profissional. Serve como uniforme, isto porque através da cor e do seu modelo a pessoa é identificada. Assim, deve ser tirado antes de sair do ambiente de trabalho, ao invés de sair desfilando ou até mesmo ostentando. Deve-se ter o cuidado de tratá-lo como um importante EPI deixando-o sempre limpo e higienizado. O seu tecido pode ser de algodão ou poliester, escolhidos conforme o conforto e proteção que conferem para as respectivas atividades profissionais. Essas atividades são de professor, químicos e de saúde, tais como, médicos, enfermeiros, dentistas e laboratórios de exames.

Confira nesse site onde comprar jalecos na sua cidade e região.

Fechar Menu